Três tendências em eventos no pós pandemia

Três tendências em eventos no pós pandemia

blank

A realização de eventos se tornou uma importante fonte de receita para as entidades associativas e científicas. A ausência na realização de eventos em 2020 e 2021 se tornou um problema na fonte de arrecadação de todos. Ao mesmo tempo, nem sempre os próximos eventos terão o mesmo tamanho e as novas formas híbridas trazem grandes desafios na monetização dos projetos. O público está ansioso por encontros presenciais, mais exigente e por isso mesmo é fundamental buscar formas de surpreendê-lo. Neste cenário, são observadas as seguintes tendências na realização de eventos.

1. Eventos híbridos

À medida que o mundo se abre parcialmente, alguns de nós ainda não se sentem à vontade para se aventurarem. É provável que as pessoas gostariam de ter a flexibilidade de permanecer à distância e online ou de ir pessoalmente. A nova realidade já mostra que se pode ter tanto uma audiência presencial como virtual.

Aqui estão apenas alguns dos benefícios de acolher eventos híbridos:

Expandir o alcance territorial
Poupe custos, uma vez que se poderá convidar uma audiência virtualmente
Realizar eventos mais sustentáveis
Rastreamento de dados de acesso
Aumente o ROI do evento

2. Muitas novas tecnologias

gestão de eventos em sociedades científicasAs pessoas estão ainda mais hiperconectadas. As experiências de compras on-line e a facilitação de pagamentos e serviços por meio do comércio eletrônico nos últimos dois trouxeram agilidade e facilidades aos consumidores.

Sejam híbridos (presencial + on-line) ou somente on-line, cada evento tem o desafio em buscar soluções tecnológicas  não só para impressionar, mas para facilitar a vida dos participantes durante o evento. Criar aplicativo com funcionalidades diversas, serviços parceiros nas áreas de transporte, alimentação e entretenimento, além do registro da presença em palestras e debates via check-in são algumas das possibilidades para o uso da tecnologia. Usar ferramentas e estratégias de promoção digital – desde o uso de redes sociais até realização de webinars — para atingir o público-alvo do evento são imprescindíveis.

LEMBRE-SE: uma das grandes reclamação em eventos é a baixa qualidade da conexão Wi-Fi. Que tal surpreender seus participantes e ainda usar novas tecnologias para conhecê-lo melhor em troca de acesso à internet?

3. Escolha do melhor espaço presencial

A contratação de consultorias especializadas em eventos é outra tendência forte no segmento. Em parceria com a entidade, a consultoria fica responsável pela busca do melhor lugar para a realização da parte presencial do evento. O número de pessoas que cabe nos espaços, os custos de hospedagem e deslocamento dos participantes, são alguns dos aspectos que podem ser chave para o sucesso dos encontros presenciais nessa nova fase. A consultoria ajudará a estabelecer questões importantes como as regras de candidatura – o documento que irá nortear as negociações com hotéis, resorts, companhias aéreas, centros de eventos, prestadores de serviços, entre outros, além de apoios de prefeituras e entidades como conventions bureau.

Uma das vantagens da intermediação de eventos é que a comissão de eventos da sociedade científica pode ficar concentrada apenas em aspectos técnicos e na mobilização dos participantes. Com as questões da infraestrutura e negociações com fornecedores sob a responsabilidade da consultoria, o foco da associação ou entidade passa ser a programação com a definição de temas e palestrantes – o que exige cuidado extra já que estes são os atrativos principais de qualquer congresso ou encontro científico. A Pires Inteligência em Destinos e Eventos oferece este serviço, saiba mais aqui.




Artigo publicado em:
30/06/2020
Categorias:
Sociedades Científicas e Eventos
Tags:
, ,



Veja também:

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Começar Conversa
Podemos te ajudar?