WTM Latin America 2016 aborda a tecnologia no setor de viagens

WTM Latin America 2016 aborda a tecnologia no setor de viagens

blank

A WTM Latin America — realizada de 29 a 31 de março no Expo Center Norte, em São Paulo, simultaneamente ao 45º Encontro Comercial Braztoa — reforça a cada ano sua posição como evento referência para o setor de turismo da América Latina. Sua edição 2016, superou a anterior, tanto no número de visitantes, que está sendo auditado e será divulgado nos próximos dias, quanto no volume de negócios transacionados, 10% maior.

“Para um mercado relativamente pequeno em comparação com feiras como a WTM de Londres ou a ITB, o evento tem se consolidado por sua representatividade de mercado e de regiões, assim como pela presença dos empresários latino americanos e compradores (buyers) de todo o mundo. A presença chinesa e sul americana de convidados compradores é certamente a grande novidade desse ano”, analisa a diretora da Pires & Associados, Jeanine Pires, também presidente do Advisory Board da WTM Latin America.

Os grandes destaques este ano foram a presença praticamente de todos os expositores de 2015 e mais alguns novos, como o Reino Unido, que há seis anos não participava de feiras na América Latina; as delegações de buyers da China e da Rússia; os excelentes seminários e palestras; e as disputadas sessões de networking entre buyers e expositores, inclusive uma da Embratur, e entre jornalistas, blogueiros e expositores, como parte do já consagrado Meet the Media and Bloggers.

“A programação é diversificada e prática sobre aspectos do dia a dia do mercado, inovação e mudanças no turismo mundial”, comentou Jeanine Pires em seu blog Marketing de Destinos, no portal Panrotas.

Tecnologia no setor de viagens

Na quarta-feira (30/03), o gigante Google foi responsável pela sessão “O Verdadeiro Valor do Digital”, conduzida por Keith Matsumoto, Analista Sênior da Indústria do Turismo, e André Azevedo, Executivo de Contas.

Durante o evento, os especialistas apresentaram soluções para melhorar o desempenho das empresas na Internet. De acordo com eles, uma em quatro vendas no turismo atualmente são feitas por meio digital. “As pessoas continuam querendo vivenciar novas experiências, conhecer novas culturas. O que mudou foi onde e como elas têm essas necessidades atendidas”, afirmou Azevedo.

Os profissionais do Google ainda pontuaram que os consumidores se tornaram imediatistas e exigentes por causa do crescimento dos canais digitais. “Quanto mais imersivo for o conteúdo, mais chance de o consumidor escolher o produto”, reforçou Matsumoto. Na terça-feira, Vinicius Landucci, Gerente de Novos Negócios do buscador, comandou uma sessão com o mesmo tema. Para ele, o caminho para os sites é se adaptar às novas tecnologias e ir até onde o consumidor está.

Nesta quarta-feira, Carolina Sass de Haro, Especialista de Mercado da Phocuswright, apresentou a sessão “Aluguéis em expansão: O que a Economia Colaborativa e as Acomodações Particulares Significam para as Viagens”. Os participantes foram informados de que a oferta de aluguel de acomodações particulares não para de crescer e que, além dos mais de dois milhões de imóveis listados, empresas ligadas à hotelaria tradicional estão entrando nesse mercado, como o Booking.com e o Expedia. “Antes eram só casas de praia. Quando a oferta chegou aos centros urbanos, começou a concorrer diretamente com o setor hoteleiro, se transformando em um nicho de mercado”, afirmou Carolina. Pesquisa realizada pela Phocuswright aponta que somente 38% dos usuários do Airbnb escolhem utilizar o serviço pelo preço – o que realmente os atrai é a combinação de privacidade, liberdade e espaço.

Já Pettersom Paiva e Tales Tomasini, fundadores do comparador online de preços de passagens aéreas Voopter, fizeram uma palestra que abordou a importância da inteligência artificial como ferramenta para traçar um perfil mais completo dos usuários e, desta forma, personalizar os serviços e os produtos oferecidos aos viajantes. Para completar, Pilar Osorio, Diretora de Vendas Estratégicas para a América Latina e o Caribe da TravelClick, falou sobre a importância dos vídeos para os hotéis. De acordo com ela, até 2019 90% do tráfego global na web será feito desta maneira. “Qualquer um faz vídeo, mas vender um hotel é vender uma experiência e é isso que o cliente busca”, disse. A diretora contou ainda que em sites de viagens os filmes rendem o dobro de cliques se comparados às fotos.

Tendências

A tecnologia também foi um dos destaques do Relatório de Tendências da WTM Latin America, elaborado em conjunto com a Euromonitor Internacional e apresentado na terça-feira em uma sessão exclusiva para a imprensa. A publicação revelou que a tecnologia móvel mudou o comportamento do consumidor de viagens, consolidando um novo tipo de turista, o Viajante Nacional Autônomo, um buscador de experiências sempre conectado e que usa seus aparelhos móveis para encontrar informações, buscar serviços e fazer reservas. Outra tendência apontada foi que o uso de smartphones pela geração milênio – formada por pessoas de 15 e 35 anos – vai impulsionar a tecnologia móvel na América Latina, cuja população é formada por quase 35% dessa faixa etária.

Diretor da WTM Latin America, Lawrence Reinisch afirma: “Atualmente é impossível falar do mercado de turismo sem abordar a questão da tecnologia. Estamos muito felizes em trazer aos visitantes da feira uma visão global das melhores práticas e tendências deste setor”.

As datas e o local da WTM Latin America 2017 já estão confirmadas: 4 a 6 de abril também no Expo Center Norte, em São Paulo.




Artigo publicado em:
01/04/2016
Categorias:
Turismo
Tags:
, , ,



Veja também:

Nenhum comentário

Deixe um comentário

Começar Conversa
Podemos te ajudar?
Olá, tudo bem?
Estamos à disposição no whatsapp.